Arquivos

Categorias
Todas as mensagens
 Evento

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Plataforma LATTES/ Currículo Regina Johas
 Portfolio Regina Johas




aquário_regina johas/ FAAP
 


2001/ 2. semestre

Trabalhos do Altair De Padua Siqueira - 1. semestre/ TEORIA DA COR

Altair investiga formas feitas de latex e tensionadas numa estrutura de metal.

As cores primárias, sobrepostas, geram as variantes secundárias.

Um artista contemporaneo interessante, que investiga as relações entre questões óticas

imbricadas em dinâmicas espaciais e aspectos da matéria é Olafur Eliasson:

 

 



Escrito por regina.johas às 11h13
[] [envie esta mensagem
] []





2011/ 2. semestre

Referências

Artistas e questões para alimentar a reflexão acerca dos processos criativos desenvolvidos

nas primeiras semanas do segundo semestre/ 2011 - FAAP/ Expressão Tridimensional.

 

1. Thiago Rocha Pitta

"A constante transformação de elementos naturais jamais estagnados, mesmo que imóveis, aparece como eixo

temático da poética de Thiago Rocha Pitta. A alteração de estados da matéria e a comunhão de materiais quase

opostos – vidro e sal, cimento e pano, pedra e mel – revela a mutabilidade das coisas só aparentemente perenes

em uma arte que explora o limite entre a natureza e o artifício. Em Saudades da Pangeia, exposição individual

do artista que poderá ser vista na Galeria Millan entre 20 de julho e 21 de agosto, obras em diferentes suportes

permitirão ao visitante se familiarizar com o universo orgânico de Rocha Pitta: o vídeo Danäe nos jardins de Górgona;

a instalação Bruma rochosa; e a escultura Monumento à deriva continental.

No vídeo Danäe nos jardins de Górgona, projetado em grande dimensão na parede do espaço expositivo,

experimentamos uma temporalidade estendida ao observamos um feixe de mel deslizar entre pedras,

rumo ao oceano. Como um pintor, Pitta explora as diferentes cores e texturas das rochas, imprimidas a elas

por séculos de processos naturais – movimentos tectônicos, desgastes por intempéries diversas, sedimentações.

Para a produção da instalação Bruma rochosa, que ocupa o segundo piso da Galeria, Thiago preenche uma larga

bacia com uma solução saturada de água salgada. Dentro dela, coloca, na vertical, quatro folhas de vidro, em cujas

superfícies desenha, também com água salgada, silhuetas semelhantes a cumes de montanhas. Durante a exposição,

a salmoura inicialmente aplicada torna-se mais espessa e cresce além do esquema pré-definido, gerando uma estrutura

irregular em diferentes camadas de um branco translúcido.

As imagens criadas aparecem sobre o vidro como neblina, corte de pedra, nuvem ou paisagem polar.

O jardim da Galeria abrigará sua obra mais recente, a escultura Monumento à deriva continental, um mastro

que sustenta duas grandes telas recobertas de cimento (uma versão menor da obra receberá os visitantes na

antessala da Galeria). No jardim, Thiago nos lembra, com suas telas pesadas de cimento, que a realidade não

é tão estática quanto pode parecer. Tudo está em processo."

http://tcmagazine.wordpress.com/2011/07/20/thiago-rocha-pitta-apresenta-individual-na-galeria-millan/ (11/09/2011 às 10:54)

Monumento à deriva continental, 2011. Cimento sobre tela, 5m de altura por 6m de largura

2. Tatiana Blass


 



Escrito por regina.johas às 11h13
[] [envie esta mensagem
] []





Visita a atelier

Visita ao atelier de Rodolpho Parigi com o pessoal do primeiro semestre/ FAAP-FAP

 

O foco da visita, além de conhecer o trabalho do artista, foi ver de perto suas escolhas em termos de cor

e o sentido que a sua produção recente empresta ao rosa.

 




Escrito por regina.johas às 12h31
[] [envie esta mensagem
] []





2011 1

WORK IN PROGRESS - expressão tridimensional 3 - primeiro semestre de 2011

Referências pesquisadas por Julia Cury:

http://vimeo.com/3302101 - Chris Burden

http://vimeo.com/12157351 - Hélio Oiticica

http://videos.sapo.pt/JJ3r4QWJgrwjLICV8HiD - Nuno Ramos

http://vimeo.com/3541170 - Joseph Beuys

http://vimeo.com/10176458 - Marina Abramovic 



 

 


 


 

Ação escultórica 1, 2011

 

 

Tecido, grampos, massa acrílica e corpo humano.

1,65 m X 0,40 cm X 0,25 cm

1. Produção plástica: primeiro trabalho

 









 

 

 

 



Escrito por regina.johas às 12h22
[] [envie esta mensagem
] []





2011 1

WORK IN PROGRESS - expressão tridimensional 3 - primeiro semestre de 2011

Alguns resultados das experimentações do semestre:

 

Julia Cury


 

Messala


 

Clarisse Valadares



 

Amor Herrera


 

Laura Benitez



 

Karen Riveros




Escrito por regina.johas às 11h13
[] [envie esta mensagem
] []





WORK IN PROGRESS - expressão tridimensional 3 - segundo semestre de 2010

Caros alunos, aqui estão registros de alguns artistas e questões que vem sendo pesquisados por vocês:

JOHN CAGE

http://www.youtube.com/watch?v=pcHnL7aS64Y

http://www.youtube.com/watch?v=Ep5fNEeoh74&feature=related

 

JANAINA TSCHAPE

"Construído a partir da paisagem e da flora, o universo líquido criado pela artista nos vídeos e fotos é habitado por personagens fictícios com figurinos escultóricos.

- um  universo que se expande em formas orgânicas, cheias de dobras e reentrâncias..." (trecho de apresentação da artista - Galeria Fortes Vilaça) 



Escrito por regina.johas às 23h39
[] [envie esta mensagem
] []





Artistas/ Referencias

REBECCA HORN



Escrito por regina.johas às 00h10
[] [envie esta mensagem
] []





Artistas/ Referências

NUNO RAMOS

"A arte de Nuno nos diz que as coisas não falam. Da fenda entre as coisas e os significados, suas obras brotam como uma erupção vulcânica.

Expõem o lado amorfo, magmático do mundo - sua face escondida." (Lorenzo Mammi)





Escrito por regina.johas às 00h02
[] [envie esta mensagem
] []





Artistas/ Referências

Sobre a matéria - transformação da matéria, destruição, tramsmutação/ estados da matéria

 

BRIGIDA BALTAR

Entre 1994 e 2001, Brígida Baltar realizou uma série de ações pouco usuais ecom serventia prática nenhuma: coletou, diversas vezes, neblina, orvalho emaresia em variados recipientes de vidro (frascos, tubos, potes),registrando tais atos em fotografias e em curtos filmes silenciosos.

 

A obra Casa de Abelha foi criada para a XXV Bienal de São Paulo, em 2002.

“Inspirada no universo destes insetos que constroem sua casa (a colméia) e seu alimento (o mel) em simultaneidade absoluta, Brígida cria uma espécie de fábula traduzida em fotos, vídeos, desenhos, animações e pequenos escritos que se propõem a mostrar a casa como o centro produtor de afetos. As fotos, que trazem Brígida usando uma roupa em ponto casa-de-abelha (roupa favo), confeccionada especialmente para o trabalho, possuem uma atmosfera extremamente contemporânea e ficcional, com um olhar atento ao mundo atual (...) Temos ali um corpo, que é também um favo, um doce. O mel é o afeto.” (Luisa Duarte, 2002)

 

LAURA VINCI/ ESTADOS

 

 

 

(Helio Hara) - Nesta mostra, batizada de ESTADOS, há materiais que vão da rocha ao vapor, passando pela areia e o gelo.

ESTADOS fala de transformações?

(Laura Vinci) - As três obras são como uma só, falam da mesma coisa de forma diferente. São transformações e trocas.

Movimentos que buscam repetir, copiar a vida. Um esforço para provocar no observador o instante da percepção, conquistar o olhar, o estado de olhar.

A idéia de movimento é otimista, são transformações e perdas.


 

 

 

 



Escrito por regina.johas às 23h47
[] [envie esta mensagem
] []





Work in progress / expressão tridimensional 3 / segundo semestre de 2009



Escrito por regina.johas às 12h00
[] [envie esta mensagem
] []





Maria Jube

 



Escrito por regina.johas às 11h51
[] [envie esta mensagem
] []





Janaina Wagner



Escrito por regina.johas às 11h50
[] [envie esta mensagem
] []





Marcelo Prado

 



Escrito por regina.johas às 11h39
[] [envie esta mensagem
] []





Julia Armentano



Escrito por regina.johas às 11h38
[] [envie esta mensagem
] []





Marcela Abujamra



Escrito por regina.johas às 11h36
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]